Emigrar para a Dinamarca: uma oportunidade no reino

É uma das mais antigas monarquias constitucionais do mundo, a Dinamarca está dividida em 5 regiões e 98 municípios, é o mais meridional dos países nórdicos, situa-se a sudoeste da Suécia e a sul da Noruega e faz fronteira a sul com a Alemanha. Com uma população aproximada de 5 500 000 habitantes, cerca de 50 000 são portugueses. O país é composto por uma grande península, a Jutlândia, e por mais de 400 ilhas entre as quais, a Zelândia, (Sjælland), Funen (Fyn) e Bornholm são as mais importantes.

Os principais sectores de desenvolvimento económico na Dinamarca são os sectores alimentar, químico, metalúrgico, dos equipamentos electrónicos e de transporte, do papel e da madeira.

Apresenta um clima temperado, com um Inverno não muito rigoroso e as temperaturas médias em Janeiro e Fevereiro de 0 °C, o Verão é fresco, com uma temperatura média de 15 °C. Devido à sua localização geográfica, o tempo de duração dos dias, na Dinamarca varia muito.

CUIDADOS A TER

A tomada de decisão de emigrar para um país do norte da Europa como a Dinamarca tem de ser muito bem pensada e avaliada com antecedência. É essencial dominar, no mínimo os conceitos básicos da língua Inglesa.

As pessoas que sofrem de problemas respiratórios deverão ter o máximo de cuidado ao emigrar para a Dinamarca, uma vez que na época de Inverno, há muito frio e muita humidade.

Emigrar para a Dinamarca

CUIDADOS DE SAÚDE

O sistema de saúde da Dinamarca sustenta-se no princípio da equidade, no acesso universal, gratuito e equitativo aos serviços de saúde, financiado pelos impostos centrais e municipais. Os cidadãos residentes na Dinamarca tem acesso a consultas de clínica geral, oftalmologia, otorrinolaringologia e urgências sem qualquer pagamento no acto, mas o serviço ao domicílio, de enfermagem, dentista ou fisioterapia, têm um co-pagamento.

SEGURANÇA NO PAÍS

A Dinamarca é considerada um país seguro. A cidade de Copenhaga é mencionada como uma das mais seguras do mundo, com uma taxa de criminalidade muito baixa. No entanto, todos os anos, principalmente no Verão são enviadas pela polícia local, à Embaixada diversas carteiras furtadas, pelo que os visitantes não devem deixar de ter os cuidados normais ao circular numa metrópole europeia, nem deixar objectos de valor à vista dentro das viaturas ou quartos de hotel.

OBTENÇÃO DE VISTO

O regime em vigor é o de isenção de vistos para os cidadãos portugueses. Os estrangeiros com autorização de residência em Portugal beneficiam igualmente de isenção de visto ao abrigo dos Acordos Schengen. Em ambos os casos é permitida a permanência sem visto por um período de 3 meses, após o qual é necessária uma autorização especial.

SALÁRIO BASE/ MÉDIO

Na Dinamarca não existe salário mínimo imposto por lei, pois o mesmo varia com o sector de trabalho e com a negociação dos sindicatos. O salário é pago à hora e varia entre as 100 e as 120 coroas equivalente a 12 500 DKK (DKK=Coroa Dinamarquesa, 1 Euro equivale a 7,50 DKK), ou seja, cerca de 1 800 Euros brutos.

scroll to the top of the site