Artigos Relacionados

  • Mário

    Olá Ricardo!!!

    Sou o Mário, rapaz da ilha Terceira, Açores, 24 anos, recém-licenciado em Gestão pela FEP – Faculdade de Economia do Porto. Feita a breve apresentação, gostava antes de mais nada de agradecer pelo trabalho que tiveste a elaborar este site e pelo exelente exemplo e demonstração de força e coragem que transmites a jovens como eu, bem como a menos jovens como tantos por aí há. O que estás a fazer por ti e por pessoas como eu é importante, pois por vezes o sentimento de esperança que transmites não é fácil de encontrar.

    Posto isto, estou decidido em emigrar para a Austrália. A minha situação é a seguinte: licenciado (como já referi) e a estagiar na minha ilha nos Açores desde 1 de Outubro até 31 de Agosto que vem. Depois disso é que começam os problemas. Tenho no currículo trabalhos anteriores de Verão e um Erasmus de 6 meses na Polónia.

    Já efetuei algumas pesquisas sobre a Austrália, agora o que te queria perguntar é: qual o conselho que me podes dar para chegar lá mais facilmente e com alguma certeza de trabalho? Devo recorrer a uma daquelas agências que “tratam das coisas” ou fazer tudo por mim? São seguras?

    Alguma sugestão/dica/conselho é mesmo muito bem-vinda e acredita que agradeço do fundo do coração! Mais uma vez obrigado.

    Grande abraço,

    Mário

    • Tiago Bruno

      Ola Mario

      Pela minha experiencia posso dizer que a melhor maneira de entrar na Australia sera atraves do 457 sponsored visa. Da-te a garantia de trabalho assim que ca chegares. Para isso precisas de um empregador que te de trabalho.

      Nao e facil, por isso teras que verificar empresas e empregos oferecidos que tenham bastante demanda na area onde estas.

      Mais que licenciatura ou mestrados, aqui a experiencia conta muito. Eu nao sou licenciado (nao acabei Gestao… e acho que ficaram propinas por pagar no IPP :P)… mas trabalho com software de gestao ha 10 anos. Durante este caminho aprendi a trabalhar com redes e sistemas operativos, bases de dados e linguagem de programacao. Os anos de experiencia e dois pequenos testes (de suporte a clientes) fizeram o resto. Posso dizer que ja antevia este cenario de hoje. Em vez de apostar na formacao universitaria, optei por comecar a trabalhar e tirar cursos na area onde estava inserido (Windows, redes, BDs). Sabia que havia no mercado muitos informaticos, muitos Gestores mas Consultores de Software de Gestao nao… Mais tarde as Universiades criaram os cursos de Informatica de Gestao… Eu axo que e aqui que reside a diferenca entre ter emprego ou nao. Encontrar um nicho que mercado que se adeque a tua area de formacao e fazer aquela formacao especifica que faz toda a diferenca.

      A Australia muda a politica de emigracao todos os anos, tendo em conta a demanda de certos sectores ou o excesso de pessoas no pais. Pois… aqui nao ha Uniao Europeia nem normas Europeias. O pais e deles e fazem o que bem entendem.

      Muitas das coisas que vais encontrar na net sao mandatorias, mas outras nao sao. Nao sao porque eles podem ser flexiveis no momento da inscricao ou nao sao porque existem acordos com Portugal.(como o caso das cartas de conducao. Apenas precisas de uma traducao da tua actual carta no caso dos vistos temporarios)

      Eu tou em Sydney ha um ano, trouxe a famelga passados 3 meses. Nao tinha ca ninguem conhecido ou alguem que conhecesse alguem, mas o conforto de ter trabalho suaviza a mudanca.

      Neste momento ja tou em condicoes de ajudar em diversas informacoes derivado a experiencias (mas atencao, nao substituindo a consulta nos devidas instituicoes…)

      Mas aconselho a tentar qualquer que seja o visto ou opcao. Mais vale tentar e voltar (nao frustrado mas com uma experiencia diferente) do que ficar o resto da vida a fod#$do pensar como poderia ter sido 😀

      Abraco

      Tiago

      • Mário Matos

        Muito obrigado pela resposta Tiago!!

        Agora a minha
        questão é: será que tenho condições para ser aceite por um empregador? É
        que em termos de “tempo de trabalho”, tenho pouca experiência, também
        devido á minha idade e ter entrado há pouco tempo para o mercado de
        trabalho. Referes que já tens 10 anos de experiência… eu nem 1 tenho.
        Será que há algum empregador que “me pegue”???

        Como
        devo fazer para arranjar um empregador? É boa ideia recorrer a uma
        daquelas agências oficiais de emigração, ou vou apenas pagar e não me
        adiantam muito?

        Para teres andado no IPP deves ter estudado pelo Porto ou viver pelas zonas ali há volta eheh Grande terra!!

        Mais uma vez muito obrigado e muita força por essas bandas!!! 🙂

        Abraço

      • Paulo Gerardo

        Boas Tiago, Trabalho com informática à 10 anos e também não acabei o curso no ISEL. Podes me adiciona no facebook para me dares umas luzes. Agradeço desde já qualquer ajuda:

        face /paulo.gerardo

  • Australia Já
  • Marilia Moura
  • Rute Vieira

    Olá Ricardo.

    Estou a tentar emigrar para a Austrália uma vez que a minha profissão está na lista SOL, social worker.

    Na entrevista que deu na SIC, falou que a sua namorada é licenciada em Serviço Social. Gostaria de perguntar se entretanto, passados estes meses, se já fizeram o skills assessment com a AASW?

    Muito obrigada

    Rute

  • Manuel Vasco Dias Martins

Copyright 2015 Como Emigrar