Portugueses Pelo Mundo – Belfast, Irlanda do Norte

Rúben Rodrigues Pereira, 31 anos, operador de imagem, natural de Vila Nova de Gaia. Encontramos o Rúben no White”s Tavern a tomar o Ulster Breakfast, um típico pequeno-almoço irlandês. Passeamos numa das principais ruas de Belfast passando pelo Hotel Europa, que ficou conhecido pelas dezenas de atentados, e pelo famoso Crown Saloon, no seu interior podemos observar como a arquitetura vitoriana está intacta e a curiosidade das cabines, que existiam para as mulheres beberem, pois na altura elas eram mal vistas pela sociedade quando bebiam em frente aos homens. A caminho de Cause Way Cost paramos na Carrick- a – Rede, uma ponte que foi construída há 350 anos que virou ponto turístico, de seguida vamos conhecer a Calçada dos Gigantes, um património da humanidade e um ex-libris do turismo irlandês. Vamos agora à destilaria de um dos uísques mais conhecidos, o Bushmills, aqui produzem-se 180 garrafas por minuto. Por fim vamos conhecer o museu Titanic, que foi construído como celebração do centésimo aniversário do naufrágio e também, pelo facto do navio, ter sido desenhado e construído em Belfast.

Rui Chaves, 29 anos, doutorando em artes sonoras, natural de Santo André. Vamos conhecer o Rui na Universidade de Queens, a principal universidade da Irlanda do Norte que foi criada no século IXX. Num passeio pela cidade Rui leva-nos a observar alguns murais, começando pelo lado protestante Rui diz-nos o que é a época conhecida como “troubles” (designa o conflito entre nacionalistas católicos e os unionistas protestantes) e qual o objetivo dos murais. Rui chama-nos a atenção para um mural onde se encontra figuras tanto da Irlanda do Norte, como da Republica da Irlanda, o que representa uma Irlanda unida. Vamos conhecer os amigos e a namorada de Rui no Duke of York, um dos seus bares preferidos, uma das razões é porque tem um catálogo de uísques incrível e é aqui, ao som da música tradicional irlandesa, que Rui se despede de Portugal.

Mónica Vitorino, 34 anos, arquiteta, natural de Lisboa. Mónica dá-nos as boas-vindas no St. Georges Market, um mercado no centro da cidade, onde existe uma oferta muito grande, desde vegetais, peixe a antiguidades e artesanato. Seguimos até Crumblin Road Gaol, uma antiga prisão que neste momento funciona como museu, uma prisão que foi originalmente construída para albergar 500 a 550 prisioneiros e deixou de funcionar em 1996, podemos observar um túnel que liga a prisão ao tribunal, que era por onde os prisioneiros passavam para ir às audiências, uma curiosidade desta antiga prisão é que dizem estar assombrada, por isso também se fazem visitas, guiadas, paranormais à noite. Para nos despedirmos da Mónica vamos até ao Pub Filthy Mcnasty perceber como os irlandeses gosto muito de sair à noite.

Raquel Pedra, 29 anos, técnica de voluntariado, natural de Lisboa. É no The Volunteer Center que nos vamos encontrar com a Raquel para nos levar ao festival Out to Lunch, um festival que começou há 8 anos, a maioria dos espetáculos são peças de teatro e o conceito é que a pessoa sai do trabalho, vem até aqui almoçar e aproveita para ver um espetáculo. Vamos conhecer o Mourne Seafood Restaurant, onde Raquel já é cliente habitual, por isso vai até à cozinha procurar o Chef e este mostra-nos como se faz o prato mais famoso, o Seafood Chowder. Seguimos agora para Mourne Mountains e paramos no Silent Valley, onde há a barragem natural que abastece Belfast e por onde muitos irlandeses e turistas passeiam. É num jantar, em sua casa, com a família do seu namorado que nos despedimos da Raquel.

scroll to the top of the site