Emigrar para o Canadá: o país que precisa de emigrantes

O Canadá pode vir a ser um excelente destino a quem deseje emigrar. Os responsáveis governamentais dizem que o país deverá precisar de 320 mil trabalhadores nos próximos sete anos (até 2020), sendo que com a falta de mão de obra, possivelmente de 50% dessas ofertas disponibilizadas serão preenchidas por imigrantes que se desloquem para solo canadiano.

Destes 160 mil empregos que poderão ficar disponíveis, na sua grande maioria são para a área da construção civil, mas áreas abrangentes como o caso das tecnologias da informação também estão a ter grande procura. Neste mês de Janeiro arranca já o primeiro programa de auxílio à imigração, com previsão de entrada já no início do ano dos primeiros 3000 trabalhadores.

Um dos programas interessantes disponíveis é o Study and Word, que permite estudar e trabalhar quem deseja entrar no país. O visto é concedido através do ‘student work permit’, que dá acesso de permanência a quem cumpra os trâmites do programa a que se candidata. As valências e requisitos variam, tal como a oferta disponível. Um dos requisitos é que se realize um curso de inglês enquanto trabalha. As ofertas de trabalho em alguns casos estão incluídas no plano de estudos, na sua grande maioria remunerados. Consulte todas as informações em ‘Get a student work permit‘.

CUIDADOS A TER

Um dos problemas principais é a habituação ao clima canadiano. O território é muito extenso mas no global, frio, em grande parte totalmente gelado. Este pode ser um grande obstáculo a quem deseje emigrar para o Canadá mas não de se dê bem com temperaturas negativas. Apesar das condições de vida, neste caso de habitabilidade, serem muito boas, muitas habitações são construídas com moradia de anexo no sub-solo para tempos mais invernais.

CUIDADOS DE SAÚDE

Não existem grandes problemas endémicos de relevância, no entanto, se se deslocar para zonas altas deverá ter principal atenção caso tenha problemas respiratórios consideráveis. O sistema e os cuidados de saúde são na sua maioria de boa qualidade. Ao estabelecer-se no país deverá providenciar um seguro de saúde (devidos aos elevados custos), em alguns casos pode até ser assegurado com o contrato de trabalho. Caso não tenha seguro de saúde (para cuidados básicos) deverá ter em especial atenção sempre que se desloque a um centro hospitalar, às elevadas taxas praticadas fora dos planos de saúde contratados, cobradas no imediato por exames, tratamentos e outros serviços que lhe poderão ser disponibilizados.

SEGURANÇA NO PAÍS

O Canadá é um país muito seguro, em toda a extensão do seu território. O crime, na sua grande maioria, ocorre nas grandes áreas urbanas e periferia. Não existem problemas de maior relevância quanto à segurança.

OBTENÇÃO DE VISTO

O visto para trabalhar no Canadá é obrigatório. As autoridades governamentais apesar de continuarem a ser selectivas na atribuição de visto, ainda recentemente anunciaram que devido à elevada procura de mão de obra, quem desejar emigrar para o Canadá irá ter a entrada um pouco mais facilitada nos próximos anos. Como o novo programa de emigração lançado pelo governo canadiano no início deste ano, os serviços pretendem conceder autorizações permanentes de residência a título definitivo, mediante algumas condições tais como competência técnicas comprovadas, experiência profissional para a área a que se candidata e ter conhecimentos básicos de francês e/ou inglês.

SALÁRIOS BASE

O Canadá é um dos melhores países do mundo no que ao equilíbrio dos salários diz respeito, isto é, o país é conhecido por ter uma boa e equitativa distribuição de riqueza. Mesmo com um custo de vida elevado, ponderando ainda razões cambiais, existe grande diferença de salário disponível mensal, comparação entre os dois países. Os salários são 5/6 vezes superiores aos de Portugal no caso de um licenciado em início de carreira, subindo gradualmente consoante a experiência.

LINKS IMPORTANTES:

scroll to the top of the site